27 março, 2013

apática verdade

Já começo a sentir apatia...
enquanto trabalhando vou esperando
pelo cumprimento da promessa que se faz tardia.

Mas essa apatia não é da inteira responsabilidade dos intervenientes
mas sim também dos outros que aparentemente ausentes.

poderia ter mais garra e motivação
se os outros que nada têm a ver com isso
não me tivessem ferido o coração.

Pobreza é um estado que me recuso a aceitar
porque sempre cultivei a ausência de ignorância
aquela que nos inteligentes provoca petulância

nem só nas palavras ela se manifesta
como também em gestos e actos
nem sempre vistos pelos respectivos infortunados.

e escrevo melhor durante estas fases em que comigo trago sentimentos indesejados
por isso os conjuntos de palavras são os meus unicos tratados.

No dia em que começar a desabafar verbalmente
eles irão tigozijar com a minha prostração
e esse é um prazer que eles não terão.

Ontem quase me senti a entrar nesse campo
falando com gente que nunca lhe faltou comida ou um simples manto
e se alguma vez faltou foi por orgulho e não por uma inevitável prostração
gente que sempre teve tudo o que quis e nunca lhe faltou um tostão.

Sem dinheiro para comer ou roupa comprar para trabalhar
e a ultima que me ofereceram, desviada
por quem diáriamente a veste
não por necessidade
mas por vaidade... 

08 dezembro, 2012

Vou pousando o meu olhar e pensamentos
Na tua janela
Como um pássaro num parapeito pousa
E se puder, até canto.
Sem fazer da tua ausência um pranto.

25 novembro, 2012

Prior'idade

Principais os actos sempre desejados
Controladores natos procuram os menos astutos
E os mais simpáticos.

Alguns não procuram físico contacto
Outros simulam abraços.

Os controladores  conquistam
A fidelidade de seus alvos
Que alguns até se tornam conscientes de tais factos
Continuam a colaborar em tais actos

Tais senhores ou senhoras
Jamais deverão ser tocados
Enquanto seus actos forem de mau grado.

19 novembro, 2012

Interruptores

O momento mais intimo,
Momento de expressao, sentida
Facilmente ignorada
Por gente mal enamorada.

Infeliz alegria violada
Que tenta continuar a se exprimir
Com desejo em
Não mais voltar a ser importunada.

Interrompido o sentimento,
Violada expressão.
Egocentricos de merda.

Não interessa quem o fez
Foi por egocentrismo
Nao foi malvadez.

No entanto quem interrompe são vocês
Com as vossas desmedidas palavras
De insensatês.

Deus me perdoe por pensar
Que loucos são vocês.

Eis que vos digo se me permitem
A vossa ignorante interrupção
Jamais deverá interromper
Uma livre e expontânea expressão
De algo muito simples e singelo
Que se passa num coração.

Que um dia para vós escreva
Inspirado por bons motivos...
Coisas simples e singelas.
Coisas incognitamente belas...

16 novembro, 2012

Especulação à dianteira!


Especuladores inveterados
Opinam sobre os outros
Sem serem especializados.
Opinam e fazem questão em serem ouvidos
Mesmo que os que sabem o que dizem e fazem,
Sejam oprimidos.

Opinar às portas dos oprimidos ouvidos...

Complexos dimensionais
Somente existem nos que têm medo
De não serem considerados normais.

Pois eu quanto mais anormal melhor,
Mais distante em destaque fico
No corro riscos em ser confundido
Com qualquer individuo.

Inflexibilidade de opinião revela regressão
Num coeficiente qualquer
Nada tem a ver se é homem ou mulher.
O que interessa é o que se quer.

Há que manter uma realidade
Mesmo que ilusiva
Por isso se manifestam
De forma inflexiva.

Por isso por aqui e por ali
Não falta humildade
E falsa humildade.

Substimação de um irmão é traição
Sem pena de prisão.
Substimação é somente
Uma deficiente avaliação.

Como pode um ser
Substimar seu semelhante?
só se não quiser
Que ele vá avante!

13 julho, 2012

ana lise

no entendimento do pensamento, encontramos-nos.
encontram-se, outrora solitários, globais pensamentos.
descoberta de mais algum preenchimento de um todo.
fusão de sentimentos,
nesses encontros, momentos.

entretenimentos correntes, alguns.
cada um com sua dose de individualismo
na pretensão de evitar o individual fascismo.

diálogo no aberto pensamento
divergências entregues ao não julgamento,
vivências descobertas,
expressas acções mímicas incognitamente modestas.

descobrimentos e descobertas.
direito ao elevado estado anímico
ocasional, eventualmente solitário.

interna descoberta,
fruto da exploração do espaço interior manifesta.



Cuidado com o papão

quantos temores
quantos os ódios
quantos os desejos que não foram satisfeitos

Sonhos destruidos enquanto crianças
as nossas que aprendem
o que os velhos covardes
ainda cerram nas suas mãos

continuam a culpar o pobre Judas
pregando à cruz o seu irmão
simplesmente porque não os aceitam que o pregam cada vez que se benzem...

são esses os que pagam para as festas das freguesias
e vivem de costas voltadas às suas crias
insistindo eloquentemente na sua ignorância
Julgabdo-as por petulância
tiranos dentro de seu próprio tecto.

é tudo muito doce e bonitinho
mas tu não és nenhum santinho!